Em especial exclusivo, MUBI apresenta 13 curtas de David Lynch

David Lynch: Um Gênio Surrealista traz obras de vanguarda produzidas de 1966 a 2004, entre animações, experimentos, comédias e um documentário

Distribuidora e serviço global de streaming com curadoria, a MUBI apresenta o especial David Lynch: Um Gênio Surrealista, com 13 curtas-metragens exclusivos do cineasta. Toda a singularidade de David Lynch em obras vanguardistas produzidas entre 1966 e 2004 e que contemplam animações, experimentos, comédias e documentário, já disponíveis com exclusividade na plataforma.

Diretor, roteirista, produtor, artista visual, músico e ator, David Lynch é um cineasta multidisciplinar. Seu impacto substancial e único, deu origem a uma categorização própria: “Lynchiano”, sinônimo universal para o que atravessa os limites do sonho e da realidade. Sejam exibidas em cinemas, galerias de arte ou televisão, suas obras se manifestam como uma erupção de seu subconsciente. Fascinado pela obscuridade da psique norte-americana, os pesadelos sedutores de David Lynch oscilam entre a beleza e o caos, formando coletivamente uma filmografia ímpar no cinema moderno.

As dezenas de curtas-metragens que Lynch realizou ao longo de sua carreira confirmam seu incansável processo criativo. Alguns são esboços, outros são miniaturas completas, e todos se recusam a ser definidos por uma interpretação redutora. As 13 produções do especial David Lynch: Um Gênio Surrealista são:

A Avó/ The Grandmother (1970) – Neste curta de terror, Lynch mistura técnicas de animação, stop motion e live action. Para fugir dos pais abusivos, um garoto solitário planta sementes estranhas para cultivar uma avó que o conforte.

The Alphabet (1968) – Seu segundo filme utiliza animação e live action. No pesadelo de uma mulher, uma pequena personagem dá à luz as letras do alfabeto enquanto uma mistura de vozes líricas e de crianças canta uma música.

Six Men Getting Sick (1966) – O seu curta de estreia, e que custou duzentos dólares, é uma animação em loop, em que seis figuras humanas vomitam repetidamente.

Dumbland (2002) – Criados, animados e dublados pelo próprio Lynch, os oito episódios desta sitcom retratam um Neandertal violento, seus familiares e vizinhos.

The Amputee (1974) – O curta de uma única tomada mistura horror corporal e comédia. Uma mulher com as duas pernas amputadas escreve uma carta, enquanto sua enfermeira cuida de suas feridas.

Industrial Soundscape (2002) – A partir de uma imagem de Eraserhead, a produção é uma arte visual hipnoticamente animada com batidas ambientais fascinantes e design de som ASMR.

Intervalometer Experiments (2004) – Lynch faz experimentos com fotografias sequenciais, resultando em uma sinfonia assombrosa de luz e movimento em três atos.

Darkened Room (2002) – O cineasta traça uma nova fronteira estética, nesta produção digital, feita um ano após Cidade dos Sonhos, com uma câmera mini DV.

Bug Crawls (2004) – Em mais uma animação que se destaca pelo design de som, num ambiente misterioso e assustador, um pequeno inseto sobe a silhueta de uma casa e cai de costas.

Boat (2007) – Nesta curta experimental, Lynch passeia em seu barco, acompanhado pela voz em off de sua namorada Emily Stofle, que narra a jornada do cineasta.

Out Younder-Neighbor Boy (2001) – A produção misteriosa e cômica traz Lynch e seu filho Austin como uma dupla de caipiras relaxando no jardim.

Lamp (2003) – Documentário que retrata o diretor enquanto constrói uma luminária escultural e explica seu processo artístico e as técnicas utilizadas.

Lumière and Company: David Lynch (1995) – Assim como outros 39 diretores internacionais, Lynch foi desafiado a fazer um curta utilizando o cinematógrafo original, criado pelos irmãos Lumière, em condições similares às de 1895 – cem anos depois.David Lynch: Um Gênio Surrealista
Especial já disponível na plataforma
mubi.com

Baixar este conteúdo

Tags: